Mercado

Exportações de etanol são intensas em 2022, mas demanda interna cai

Com o aumento das vendas de gasolina C nas bombas a procura por etanol anidro cresceu em detrimento da demanda pelo hidratado.

Enquanto as exportações brasileiras de etanol foram expressivas ao longo da safra 2022/23, a demanda interna por hidratado seguiu desaquecida. Isso porque, com o aumento das vendas de gasolina C nas bombas, devido à vantagem competitiva de preço, a procura por etanol anidro cresceu em detrimento da demanda pelo hidratado.

Nesse cenário, os preços dos etanóis hidratado e anidro nas usinas foram pressionados na parcial da safra 2022/23. Cálculos do Cepea mostram recuos de 13,8% e de 12,8% nos preços do hidratado e do anidro, respectivamente, na parcial da atual safra frente aos da anterior. Em termos reais (os valores foram deflacionados pelo IGP-M de novembro), tiveram médias de R$ 2,8826/litro e de R$ 3,2852/litro entre abril e novembro/22.

Quanto à liquidez, o cenário foi de poucos negócios entre abril e novembro, visto que compradores se mostraram cautelosos. A indefinição tributária sobre os combustíveis tem preocupado os agentes do mercado, que aguardam por um posicionamento do governo para, então, definirem suas metas para o próximo ano.

Fonte: Cepea