Agronegócio

Programa Pró-Milho RS será lançado no dia 7, em ato na abertura da colheita

31/01/2020
Programa Pró-Milho RS será lançado no dia 7, em ato na abertura da colheita

Em 2019, Covatti Filho participou da 8ª Abertura da Colheita do Milho, em Santo Ângelo, com o governador Eduardo Leite - Foto: Evandro Oliveira/Divulgação

Programa Pró-Milho RS será lançado no dia 7, em ato na abertura da colheita

Com o objetivo de aumentar a produção de milho, tornando o Rio Grande do Sul autossufuciente no cereal, a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) lançará no dia 7 de fevereiro o Programa Estadual de Produção e Qualidade do Milho (Pró-Milho RS). A iniciativa será apresentada durante a 9ª Abertura da Colheita do Milho, que ocorrerá em Chiapetta, na região Noroeste. “O Pró-Milho RS foi construído com a participação de entidades representativas, produtores, cooperativas, cerealistas, integradoras de aves e suínos, além das entidades de pesquisa, ensino e assistência técnica como a Emater, conveniada da Seapdr”, explica o secretário Covatti Filho.

As discussões para a idealização do programa ocorreram ao longo de 2019 na Câmara Setorial do Milho, que criou grupos de trabalho para analisar questões como produção, qualidade e crédito e comercialização. Foram discutidas diretrizes, metas e estratégias para o programa. “O milho é um cereal estratégico para o agronegócio gaúcho, pois interage com toda a cadeia de aves, suínos e bovinos, que representa 10% do PIB do Estado. A participação do setor produtivo na Câmara Setorial para a elaboração do programa foi fundamental para uma política realmente efetiva para o setor”, destaca o diretor do Departamento de Política Agrícola da Seapdr, Ivan Bonetti, que coordenou os trabalhos.

Três subprogramas

Ao longo das discussões para formulação do Pró-Milho RS, os participantes abordaram temas em três eixos. Na produção, intensificar a assistência técnica aos produtores, ter maior eficácia tecnológica na produção, ampliar a área irrigada de milho, pesquisar variedades mais adaptadas a cada região e aumentar a produtividade em regiões de menores resultados por área foram os destaques.

No item qualidade, o grupo indicou ampliar o número de secadores de grãos, modernizar os procedimentos de recebimento, limpeza e secagem e ampliar a capacidade estática de armazenamento no Estado. Para crédito e comercialização, indicou-se ampliar comercializações antecipadas e a utilização de mecanismos de travamento de preços, como contrato a termo, mercado futuro e contrato de opções; agilizar as contratações dos financiamentos de custeio e investimento; e buscar parcerias com agentes financeiros e bancos de fábrica para financiamentos de equipamentos de irrigação, secadores e armazéns.

“Ao incentivar a produção, o Pró-Milho RS busca reduzir o déficit do grão do Estado, que produz menos do que consome, e proporcionar renda compatível e maior segurança aos produtores”, destaca Covatti Filho.

Abertura da colheita

A programação da 9ª Abertura da Colheita do Milho será realizada no dia 7 de fevereiro, na localidade de Monte Alvão, sede da Chiapeta Empresa Agrícola. A programação se inicia ainda no dia 6, às 19h30min, no salão paroquial IECLB, com palestras sobre armazenagem do grão e perspectivas do milho no Brasil. No dia 7, o ato solene de abertura da colheita ocorrerá às 11h, com presença do secretário Covatti Filho, autoridades e entidades. O governador Eduardo Leite também é aguardado para a assinatura do decreto que cria o Pró-Milho RS. O evento é realizado por Apromilho, Abramilho e Chiapeta Empresa Agrícola.

Entidades participantes do Pró-Milho RS

Agroindústrias, cooperativas, sementeiras, Associação dos Produtores de Milho do Rio Grande do Sul (Apromilho), Associação das Empresas Cerealistas do RS (Acergs), Embrapa, Emater, Famurs, Instituto de Pesquisa Gianelli Martins, Conab, agentes financeiros Banrisul, Badesul, Banco do Brasil e BRDE, Sindicato da Indústria de Produtos Suínos (Sips), Fundesa (Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Organização das Cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul (Ocergs), Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav), Bolsa Brasileira de Mercadorias (BBM), seguradoras, Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul) e Sociedade de Agronomia do RS (Sargs).

Fonte: Seapdr

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando