EUA: tendência de aumento de produtores com mais de uma propriedade

No ano passado, a Associação de Produtores de Leite de Idaho examinou os dados de seus membros para ver como a consolidação estava afetando a demografia das fazendas leiteiras de Idaho. O que descobriram surpreendeu tanto a equipe quanto o conselho.

Como muitos outros estados leiteiros, Idaho está vendo uma consolidação, e parece estar em um ritmo acelerado. No entanto, parece que o Estado não está perdendo fazendas leiteiras no mesmo ritmo que outros estados, mas está perdendo vários proprietários de fazendas.

Em 2019, Idaho abrigou 437 instalações leiteiras controladas por 304 proprietários/parcerias. Proprietários que possuem várias instalações estão se tornando cada vez mais comuns.

Desses 304 proprietários/parceiros, 91 ordenharam mais de 1.500 vacas, representando 85% da produção de leite de Idaho. Isso significa que 213 ordenharam menos de 1.500 vacas e representaram apenas 15% da produção de Idaho.

Indo um pouco mais fundo, os 10 maiores proprietários/parceiros ordenharam 32% das vacas de Idaho e os 20 maiores rebanhos ordenharam 47%.

Qual é a conclusão?

Primeiro, o estresse financeiro ainda é a principal causa de saída de produtores de leite de Idaho. Há algo mais acontecendo e começando a ser discutido pelos membros que vale a pena notar.

É comum ouvirmos que “o negócio de lácteos não está tão agradável quanto costumava ser”. Isso está contribuindo para a tomada de decisões, pois os produtores debatem operações contínuas ou vendem a um vizinho. Quando investigados sobre o que está tirando a atratividade dos negócios, eles acrescentaram que o culpado eram as expectativas de como o leite deve ser produzido.

Se você seguir a narrativa dos consumidores e clientes de lácteos que criam demandas adicionais do setor, acredita-se que fazendas maiores sejam menos desejáveis do que fazendas menores. Eles acreditam que fazendas maiores, de alguma forma, não fazem um bom trabalho, portanto, as práticas precisam ser padronizadas, tornadas obrigatórias e verificadas.

Singularmente, essas novas expectativas não parecem significativas, mas quando você as junta, elas criam um acréscimo notável em custos, tempo e estresse, principalmente para as fazendas leiteiras de pequeno e médio porte.

Resta saber em que ponto esses mesmos consumidores expectantes vão perceber que seus esforços se tornaram um dos principais catalisadores da consolidação da indústria de lácteos.

Artigo de Rick Naerebout, da Associação de Produtores de Leite de Idaho, para a Hoard’s Dairyman, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando