Com atuação da CNA, governo anuncia abertura do mercado indiano para o gergelim

Confederação e Embrapa auxiliaram o Ministério da Agricultura nas negociações

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) teve atuação determinante para a abertura do mercado da Índia para o gergelim brasileiro, anunciada pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina, durante visita ao país asiático nesta semana.

O mercado internacional do produto é estimado em US$ 3 bilhões por ano. As exportações brasileiras ultrapassaram os US$ 25 milhões em 2019. O Vietnã lidera as importações brasileiras, seguido por Guatemala, Arábia Saudita e Turquia.

A entidade havia encaminhado oficialmente à ministra, em julho do ano passado, a demanda do setor e solicitou apoio do Governo para a abertura do mercado indiano para as exportações do produto, ao passo que o país é grande demandante desse tipo de semente.

No documento, a CNA salienta que o Brasil tem ampliado significativamente a produção de gergelim nos últimos anos, sendo estimulado pela atratividade dos resultados econômicos.  

Segundo o coordenador de Produção Agrícola da CNA, Maciel Silva, a demanda partiu dos produtores de gergelim de Mato Grosso, que vêm aumentando o cultivo da semente como alternativa de diversificação em regiões tradicionalmente produtoras de soja e milho.

“Com a viagem da ministra à Índia, conseguimos esclarecer as informações técnicas que faltavam e as negociações avançaram. Ao considerar a importância estratégica da Índia no mercado global de gergelim, a abertura para o produto brasileiro é mais uma possibilidade para que essa cadeia produtiva desenvolva estruturada nos parâmetros globais e passe, por consequência, a cumprir os requisitos para outros mercados”, disse Maciel Silva.

De acordo com o produtor rural e vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Marcos da Rosa, o Brasil tem uma participação incipiente no mercado mundial de gergelim e a comercialização estava restrita a poucos países.

“Esse trabalho foi iniciado com o adido agrícola do Brasil na Índia. Depois fomos ao Ministério da Agricultura e buscamos apoio técnico da CNA. O resultado é muito importante para os produtores de gergelim do Brasil. Isso cria uma expectativa de mais compradores no mercado”, afirmou Rosa.

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando