Semeadura do arroz chega a 87,51% da área no RS

Estimativa do Irga é que 946,3 mil hectares sejam cultivados nesta temporada

Levantamento do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) revela que foram semeados 109, 2 mil hectares de arroz no estado entre os dias 22 e 29 de novembro. Os orizicultores do RS já contabilizam 828.154 ha plantados. O total divulgado no final da última semana equivale a 87,51% da área prevista de 946.326 ha para a safra 2019/20.

Os dados são organizados pela Seção de Política Setorial do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), com informações coletadas pelo Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural (Dater) e pelos Núcleos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Nates) junto aos produtores.

Três regiões estão muito próximas de concluir os trabalhos: Zona Sul, com 97,9% (148.942 hectares semeados), Fronteira Oeste, com 97,31% (282.548 ha) e a Campanha, com 94,55% (130.625 ha). A Planície Costeira Interna já atingiu 86,82% (114.999 ha), seguida da Planície Costeira Externa, com 67,44% (70.478 ha) e da região Central, com 62,6% (80.562 ha).

Na noite da última quarta-feira (27), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) respondeu ao Irga a respeito do pedido de ampliação do período de semeadura. O Mapa não autorizou a prorrogação de prazo. 

O documento, assinado por, justiça a decisão: “Cabe destacar que, atrasos na semeadura da cultura do arroz irrigado, principalmente em cultivares de ciclo mais tardio, causam decréscimo de produtividade. Ainda merece destaque o fato que as cultivares de ciclos mais precoces possuem períodos de semeadura, no ZARC (Zoneamento Agrícola de Risco Climático), que se estendem até 10 ou 20 de dezembro de 2019. Adicionalmente ao risco climático, já demonstrado pela pesquisa, qualquer alteração nas janelas do zoneamento, a partir do momento que financiamentos já foram realizados e contratos de seguro e Proagro já estão firmados, traz insegurança jurídica ao processo de gestão de riscos que envolve vários processos e atores”.

Fonte: DATAGRO

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando