Quais as soluções que podem ser utilizadas pelo produtor rural?

De acordo com a Secretaria do Comércio Exterior (SECEX), vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o agronegócio é responsável por 42% das exportações brasileiras, atingindo US$ 102 bilhões em 2018. Esses dados mostram que o setor agropecuário é dos mais dinâmicos do país e representa cerca de 23% do PIB.
Quando falamos sobre as inovações desse segmento, o Brasil é o sexto país no mercado de atuação das agtechs, segundo dados da Associação Brasileira de Startups (Abstartups). Já de acordo com um levantamento realizado pela SP Ventures, em parceria com Centro Universitário FEI e com as startups Agtech Garage, Usina, Esalqtec e Agrihub, existem cerca de 338 agtechs mapeadas. Isso mostra o potencial que o país tem no desenvolvimento de ferramentas voltadas para a agricultura de precisão, seja para reduzir custos na lavoura ou beneficiar o agricultor na tomada de decisão.
Confira abaixo algumas startups que têm proporcionado soluções inovadoras com objetivo de ajudar cada vez mais a evolução do segmento:
Agrosmart
plataforma de agricultura digital líder na América Latina, que oferece informações que auxiliam produtores rurais a tomarem melhores decisões na irrigação, manejo de pragas e doenças, plantio e colheita, aumentando a eficiência da produção. A empresa monitora lavouras, integra diferentes fontes de dados e gera modelos agronômicos e climáticos, com base nas condições de solo, microclima e genética. Da agroindústria à empresas de alimentos e bebidas, a Agrosmart transforma dados em inteligência, tornando a agricultura mais produtiva, sustentável, transparente e resiliente ao clima.

Agrize
A startup catarinense que passou por aceleração na Spin - primeira e maior rede de aceleradoras startup+indústria do país - foi criada em 2015 para facilitar a vida dos produtores que plantam arroz. A solução garante agilidade e segurança, pois a aplicação dos defensivos agrícolas ocorre de forma remota, não deixando o operador exposto aos venenos. Vale lembrar que não é apenas os rizicultores que ganham com a medida: os consumidores têm menos chance de ingerir arroz com agrotóxico.

IDGeo
A agtech acelerada pelo programa InovAtiva Brasil oferece soluções de gestão agrícola desde o plantio até a colheita, transformando as imagens obtidas por meio de sensoriamento remoto e geoprocessamento em diagnósticos precisos, principalmente para o setor canavieiro. Com a Cana Viva, tecnologia desenvolvida pela empresa - única e específica para o setor canavieiro - a IDGeo permite que o agricultor consiga entender o comportamento da lavoura e diagnosticar com precisão todos os tipos de interferência (pragas, mato, falhas etc), facilitando assim sua tomada de decisões estratégicas, como a aplicação de defensivo agrícola ou fertilizante em todas as áreas.

Intergado
Idealizada para fazer parte da transformação do agronegócio brasileiro por meio de tecnologias de precisão que auxiliam os pecuaristas na tomada de decisão, a startup tem soluções que permitem aos criadores de gado monitorar em tempo real o quanto o animal está comendo, bebendo água e se pesando por dia, além de diagnosticar precocemente possíveis doenças e promover o melhoramento genético dos animais para eficiência alimentar.

NetWord Agro
Startup acelerada pelo programa InovAtiva Brasil proporciona um ambiente computacional web com elementos de IoT que disponibiliza aos agricultores o monitoramento continuado, com sensor de proximidade da variação espacial georreferenciada dos atributos de solos e sua necessidade nutricional.

Grão Direto
Tem como objetivo conectar agricultores, compradores, corretores e armazéns de forma muito mais eficiente, tornando a compra e venda de milho, soja, sorgo e outros grãos mais moderna e segura, a startup passou pelo ciclo de aceleração do InovAtiva Brasil em 2017.

Fonte: PiaR Comunicação

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando