Devido à valorização da maioria dos derivados negociados, preço médio do GDT cresce 1,7%

Nesta terça-feira (19/11), o leilão da plataforma GDT apresentou valorização de 1,7% em relação ao evento anterior e um preço médio negociado de US$ 3.481/tonelada. Confira, no gráfico 1, a evolução dos preços médios realizados no leilão e sua variação.

Gráfico 1. Preço médio leilão GDT x GDT Price Index; elaborado pela equipe MilkPoint Mercado com dados do Global Dairy Trade.

Esta alta veio em um cenário de redução do volume negociado, já que as 37.968 toneladas negociadas neste evento foram 1,8% inferiores à quantidade vendida no último leilão, este, que registrou uma movimentação de 38.681 toneladas. Esta é a quinta alta consecutiva registrada nos leilões GDT.

O resultado positivo desta edição se deu por conta da valorização da maioria dos derivados negociados, com exceção da manteiga, que apresentou uma redução de -1,3% (preço médio US$4.061/ton) e da gordura anidra, que reduziu -1,5% (preço médio US$5,108/ton). A caseína apresentou o maior aumento do leilão, +5,6% (preço médio US$7.668/ton), seguida pelo leite em pó desnatado, cujo incremento foi de +3,3% (preço médio US$3.017/ton). O queijo teve um aumento de +2,5% (preço médio US$3.701/ton) e o leite em pó integral, +2,2%, (preço médio US$3.321/ton).

Para os contratos futuros com vencimento nos próximos meses, nota-se que as negociações da NZX indicam preços ligeiramente mais altos no leite em pó integral em comparação com o GDT, entretanto é possível notar uma tendência de manutenção dos patamares atuais de preço (observar Gráfico 2).

Gráfico 2. Evolução da quantidade negociada no leilão GDT; elaborado pela equipe MilkPoint Mercado com dados do Global Dairy Trade.

Fonte: MilkPoint

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando