Vendas de máquinas agrícolas caíram 16,2%em outubro

As vendas de máquinas agrícolas permanecem fracas no mercado doméstico, fruto, sobretudo, do aumento das taxas de juros do Moderfrota, linha de crédito alimentada com recursos do BNDES, nesta safra 2019/20, que começou em 1º de julho.

Segundo dados divulgados na manhã de hoje (07/11) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), as vendas somaram 4.215 unidades no mês, 15% menos que em setembro e com queda de 16,2% em relação a outubro de 2018 — o total inclui máquinas rodoviárias, que representam menos de 5%. De janeiro a outubro, as vendas somaram 37.099 unidades, com retração de 6,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

A fraqueza das vendas continua a se refletir a produção. De acordo com a Anfavea, foram montadas no país 5.189 máquinas agrícolas e rodoviárias em outubro, 8,2% menos que em setembro mas quantidade 30,3% menor que em outubro de 2018. De janeiro a outubro foram 46.452 unidades, queda de 13,4% na comparação com igual intervalo do ano passado.

Apesar de terem dado sinal de reação, as exportações continuam não colaborando para os resultados do segmento, ainda prejudicadas pela baixa demanda da Argentina. Em outubro, somaram 1.135 unidades, com avanços de 18% ante setembro e de 11,3% sobre outubro de 2018. De janeiro a setembro chegaram a 10.811 unidades, alta de 0,7%.

Assim, o número de empregos no segmento ficou em 19.348 em outubro, ante 19.581 em setembro e 19.285 em outubro de 2018.

As informações são do jornal Valor Econômico.

Fonte: MilkPoint

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando