EUA está perdendo o 'boom' da demanda chinesa por lácteos devido à guerra comercial

Os produtores de leite dos Estados Unidos, que já enfrentam queda no consumo de leite e preços baixos, estão perdendo um raro ‘boom’ de demanda graças à guerra comercial de Donald Trump com a China.

O consumo de lácteos está aumentando na China, onde os consumidores estão consumindo mais pizzas, escolhem mais queijos para acompanhar vinhos e bebem mais leite. Os EUA estão perdendo para fornecedores rivais por causa da disputa comercial, disse John Wilson, diretor de marketing de fluido da Dairy Farmers of America.

As exportações de lácteos dos EUA para a China caíram 54% no primeiro semestre de 2019 devido às retaliações tarifárias, de acordo com Alan Levitt, vice-presidente do Conselho de Exportação de Lácteos dos EUA. As relações precisam ser normalizadas para que os EUA possam voltar a competir com a Nova Zelândia e a União Europeia, disse Wilson.

A queda das exportações para a China é o mais recente golpe para a indústria de laticínios americana, que esteve em queda livre nos últimos anos. Os americanos estão bebendo 40% menos leite do que em 1975, e os preços sofreram uma queda. A desaceleração tem sido um golpe quase fatal para grandes empresas como a Dean Foods Co., a maior companhia de lácteos dos Estados Unidos que viu suas ações caírem mais de 70% este ano.

Fonte: MilkPoint

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando