Citros: preços seguem firmes, mesmo com demanda desaquecida

As cotações da laranja pera estão firmes, mesmo com a demanda desaquecida, segundo dados do Cepea. Isso porque, além da intensificação da moagem da variedade de meia-estação nas processadoras paulistas, a oferta nas roças tem sido comprometida pelo clima seco, resultando em frutas de menor calibre. Assim, as de maior qualidade estão valorizadas, sendo a pera negociada a R$ 18,21/cx de 40,8 kg, em média, na árvore, na parcial desta semana (de segunda a quinta-feira), aumento de 1% frente à anterior. No caso da lima ácida tahiti, o escoamento da fruta esteve comprometido pelo clima ameno em São Paulo e pelos valores firmes da variedade – tornando-a menos atrativa ao consumidor brasileiro e ao mercado exportador. A média parcial de comercialização da tahiti, de R$ 27,89/cx de 27 kg, colhida, foi 6,2% inferior em comparação com a da semana passada.

Fonte: Cepea

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando