Agricultura

Mandioca: Preços sobem mais de 3% na semana

A comercialização de mandioca foi postergada, devido à baixa rentabilidade das lavouras de 1º ciclo, cenário que pressionou a oferta. Além disso, as condições climáticas desfavoráveis (clima seco no início da semana e chuvas nos últimos dias) e a necessidade de priorizar as atividades relacionadas ao plantio também pesaram sobre a decisão de colheita. Ao mesmo tempo que a oferta diminuiu, a demanda por raízes se aqueceu, principalmente pelas fecularias consultadas pelo Cepea que tiveram sinais de melhora nas vendas.

Entre 1º e 5 de julho, o preço médio nominal a prazo para a tonelada de mandioca posta fecularia foi de R$ 314,62 (R$ 0,5472 por grama de amido na balança hidrostática de 5 kg), alta de 3,2% em comparação à média do período anterior. Para os próximos períodos, a oferta pode se manter abaixo do esperado, devido à retração de alguns produtores consultados pelo Cepea e ao fato de muitos terem efetuado a poda. Além disso, após as últimas chuvas, mandiocultores poderão priorizar o plantio, especialmente com o preparo de solo e semeadura.

Fonte: Cepea

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando