Preços do açúcar despencam nas bolsas internacionais com perspectiva de entrega elevada da commodity

Os preços do açúcar despencaram nesta quarta-feira (26) nas bolsas internacionais diante da perspectiva, segundo analistas ouvidos pelo jornal Valor Econômico, -de que as tradings entregarão volumes elevados da commodity no dia de expiração do contrato para julho (...) Traders disseram a agências que uma entrega alta indicaria oferta ainda excessiva sem uma demanda correspondente-, destacou o jornal.

No vencimento julho/19 a commodity fechou cotada ontem em 12.03 centavos de dólar por libra-peso, recuo de 30 pontos no comparativo com a véspera. Já os contratos com vencimento outubro/19 foram comercializados a 12.32 cts/lb, recuo de 25 pontos. As demais telas se desvalorizaram entre 16 e 24 pontos.

Nem mesmo o balanço de safra divulgado ontem pela Unica, indicando queda na produção de açúcar nas usinas do Centro-Sul do Brasil, foi capaz de segurar os preços. O balanço indicou uma queda de cerca de 800 mil toneladas na produção deste ano, quando comparada ao mesmo período da safra 2018/19.

Londres

Em Londres o açúcar branco também fechou em baixa em todas as telas. O vencimento agosto/19 ficou cotado a US$ 319,20 a tonelada, baixa de 4,90 dólares no comparativo com a véspera. Os demais contratos fecharam em baixa entre 4,50 e 5,40 dólares a tonelada.

Mercado doméstico

O açúcar cristal precificado pelo Cepea/Esalq, da USP, também fechou em baixa nesta quarta-feira, negociado a R$ 61,22 a saca de 50 quilos, recuo de 0,58% no comparativo com os preços de terça-feira.

Etanol hidratado

Já o etanol hidratado fechou estável ontem pelos índices da Esalq/BM&FBovespa Posto Paulínia, com o metro cúbico negociado a R$ 1.663,00, mesma cotação do dia anterior.

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando