Campo Grande Expo: Saito destaca potencial do setor produtivo

"O setor produtivo é um exemplo de eficiência. É o Brasil que dá certo! Mas para que esse cenário se mantenha ou evolua precisamos olhar o nosso entorno". A afirmação foi feita pelo presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Mauricio Saito, durante o painel principal do primeiro dia da Campo Grande Expo, nessa terça-feira (28), na Capital.

Para Saito, os números mostram o desempenho da porteira para dentro. “O foco está em pensar além. Muito mais que indicadores de produtividade e o atendimento da demanda, o agro precisa conversar com a sociedade. É essencial comunicar o trabalho agropecuário, se trata de um aspecto social, que envolve questões políticas e institucionais para que o desenvolvimento aconteça”.

O mediador do debate, Luiz Tejon, que é doutor em educação e escritor, falou sobre o potencial de consumo da população. “Cerca de 27 milhões de pessoas passam pelo supermercado todos os dias no Brasil e é exatamente onde está o produto do campo. O setor precisa de lideranças, ter pontes de duas vias e visão para vender o seu negócio, seja ideia, projeto ou uma matéria-prima”.

Participaram do painel o diretor-presidente da Lar Cooperativa Agroindustrial - Irineo da Costa Rodrigues; o membro-executivo da Haitong, Alan Fernandes e o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China, Charles Tang.

Na abertura oficial do evento, o superintendente do Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, Lucas Galvan, salientou: “A Campo Grande Expo é um espaço para aquisição de conhecimento, troca de experiências e realização de negócios. A partir do momento em que o produtor tem acesso a informação, inovações para o campo e a possibilidade de compartilhar conhecimento, ele garante resultados e contribui com o desenvolvimento econômico e social”, comenta.

A presidente da Campo Grande Expo, Alessandra Piano, falou da contribuição da feira para a evolução do setor. “É de conhecimento de todos que o setor está em constante transformação e o produtor rural precisa estar conectado as mudanças. Essa é uma das propostas da feira, trazer novidades. Encontrei muitos aliados, lideranças políticas, rurais e apoiadores que tornaram a feira esta realidade. São mais de 80 possibilidades de aprendizado oferecidas aos participantes, tanto na pecuária como na agricultura”.

O diretor da Agraer - Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural, André Nogueira Borges, representou do Governador de MS, Reinaldo Azambuja. “Este ano o evento está consolidado, uma feira robusta que cresceu muito. Podemos dizer que já é um importante evento para o cenário estadual e nacional. A cidade merece e precisava de um encontro para negócios com perspectiva, temáticas específicas e debates relevantes para o agro”.

Participaram da abertura do evento o diretor-tesoureiro do Sistema Famasul, Marcelo Bertoni; a diretora técnica, Mariana Urt; o superintendente Federal da Agricultura, representando o MAPA, Celso de Souza Martins; o Chefe-geral da Embrapa Gado de Corte, Ronney Robson Mamede, o coordenador geral da Coopavel, Rogério Rizzardi entre outras lideranças. 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando