Inundações no Meio-Oeste dos EUA preocupam produtores de soja

Fernanda Custódio/Destaque Rural

As regiões das Planícies e do Meio-Oeste dos Estados Unidos estão lutando contra enchentes, que inundaram estradas, fazendas e elevaram os rios para níveis recordes, de acordo com informações reportadas pela agência internacional Bloomberg. O cenário tem preocupado os produtores rurais e ocasionado danos à cultura da soja, que está armazenada.

O secretário de Agricultura dos EUA, Sonny Perdue, afirmou, em entrevista à Bloomberg, que “as inundações no Meio-Oeste danificaram alguns grãos de soja em Iowa e Nebraska e que ainda é preciso avaliar as perdas”.

Para o consultor de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze, os prejuízos ainda são pontuais. “Os agricultores americanos se preparam para esse tipo de situação, pois é comum ter inundações no Meio-Oeste. Nesse ano tivemos um inverno mais longo, os solos estão mais encharcados e com qualquer chuva começa uma inundação”, explica.

Brandalizze ainda pondera que é cedo para avaliar os efeitos das inundações ao início do plantio da nova safra norte-americana. No caso da soja, a janela ideal de cultivo começa a partir de 20 de abril e se estende até a primeira semana de junho. Já no milho, esse período compreende entre 10 de abril até 20 de maio.

“Ainda é cedo, os produtores não iniciaram o plantio, mas fica um alerta. Podemos ter um ano mais complicado para a safra americana”, reforça Brandalizze.

Clima nos EUA

Os meteorologistas ainda indicam a continuidade das chuvas nos Estados Unidos nos próximos dias. Na próxima semana, precipitações mais intensas poderão ser registradas nas áreas centrais do país, sul de Nebraska até a região do Delta do Mississippi e o Vale do Ohio, destacou o meteorologista Radiant Solutions em Gaithersburg, Maryland, Don Keeney.

“Foi o inverno mais chuvoso para os EUA no registro. Os solos saturados no outono congelaram e depois ficaram cobertos de neve. E a neve derretida e as chuvas agora não têm lugar para ir”, disse o meteorologista do Weather Underground que esteve em Nebraska, Bob Henson, em entrevista à Bloomberg.

*Com informações da Agência Bloomberg

Enviando