Exportação de carne bovina cai pelo segundo mês consecutivo em MT

Queda das vendas à China e outras nações é o principal fator. Imac defende abertura de novos países à carne de Mato Grosso

As exportações de carne bovina de Mato Grosso atingiram o segundo mês consecutivo de queda. Após o bom desempenho de março, houve redução das vendas nos meses de abril e maio de 2021.

Em maio/21, o Estado comercializou 25.788 toneladas do produto, uma redução de 17,9% em relação a maio/20 e 12,6% menor que abril/21. No acumulado, de janeiro a maio deste ano, as exportações estaduais totalizaram 140 mil toneladas de carne bovina, redução de 3% em relação ao mesmo período de 2020.

Alguns destinos influenciaram bastante na retração observada em maio/21. Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Filipinas e Israel diminuíram, em média, suas compras em 40% quando comparadas a maio/20. Já a influência da China se deve ao fato de concentrar um grande volume das compras, que caíram 14% quando contrastadas com maio do ano passado.

No entanto, há aspectos de oferta que contribuem para o cenário atual. "O cenário é desafiador. A atratividade para exportar carne bovina em maio/21 foi baixa, 36% inferior aos patamares de maio/20 e 28% menor quando avaliamos os números de janeiro a maio deste ano com o ano anterior", pontuou Bruno de Jesus Andrade, diretor de Operações do Imac.

"Essa combinação de exportações cambaleantes associadas ao baixo consumo de carne bovina no mercado interno traz preocupações para o setor industrial. Uma das saídas é continuarmos buscando novos compradores para a carne de Mato Grosso mundo afora", completa o diretor. "Temos oferta, qualidade e preço", finaliza.

Larissa Schäfer
Publicado por Larissa Schäfer

Formada em Jornalismo pela Universidade de Passo Fundo (UPF).

Enviando