Pecuária

Proteínas lácteas e soro do leite são destaques em 2020

09/06/2021
Proteínas lácteas e soro do leite são destaques em 2020

Fonte: MilkPoint / Foto: Internet

Proteínas lácteas e soro do leite são destaques em 2020

De acordo com um novo blog de Kara McDonald do US Dairy Export Council (USDEC), as proteínas do soro do leite quebraram novos recordes de lançamento em 2020 com 7.409 novos produtos lançados mundialmente.

Os consumidores são os beneficiados à medida que a gama de produtos com ingredientes de proteína láctea continua crescendo, oferecendo muitas opções de consumo.

Dados de rastreamento do banco de dados Innova da Innova Markets Insights afirmara que essa trajetória de crescimento é ascendente.  Conforme descrito no  infográfico revelado pelo USDEC,  os lançamentos com produtos de proteína do soro de leite no ano passado quase dobraram em relação a 2015.

Isso representa uma taxa de crescimento anual composta por dois dígitos (13,9% de 2015 a 2020, demonstrando que as indústrias de alimentos estão aproveitando estes ingredientes nutricionais e funcionais para alimentar inovações que atendem aos desejos do consumidor. Os lançamentos de produtos de proteína do leite também quebraram os recordes do ano anterior, relata McDonald, alcançando 9.413 produtos em 2020, um CAGR de 3,7% de 2015 a 2020.

As introduções de produtos de proteína láctea agregada ultrapassaram as proteínas vegetais em 2020 em mais de 3.000 produtos (17.652 proteínas lácteas, 14.584 proteínas vegetais), mantendo uma liderança consistente na última década.

“Este crescimento impressionante nas introduções de soro de leite, leite e proteína láctea se alinha com outros dados da pesquisa Innova Market Insights, mostrando a forte demanda do consumidor por proteínas de origem animal e vegetal”, disse Lu Ann Williams, diretora de insights globais da Innova Market Insights.

“O potencial de inovação permanece brilhante em todos os mercados globais e diversas categorias de produtos para esses versáteis ingredientes do leite de vaca, oferecendo aos formuladores o ponto ideal de proteínas nutricionalmente de alta qualidade que complementam os estilos de vida atual voltado aos vegetais.”

O número de produtos de soro de leite e proteína do leite com alto teor de proteína ou fonte de proteína está aumentando em conjunto com o crescimento de novos lançamentos de produtos.  “O interesse do consumidor em proteínas para a saúde não está mais apenas nos mercados ocidentais, onde a tendência de proteínas começou, mas ganhando impulso e impulsionando o lançamento de novos produtos em todo o mundo”, disse Kristi Saitama, vice-presidente de marketing global de ingredientes da USDEC.

“É provável que esta tendência se acelere nos próximos anos, à medida que fabricantes de países asiáticos, latino-americanos, do Oriente Médio e da África descobrem e buscam pacotes nutricionais potentes de proteína de soro de leite e leite para desenvolver produtos locais que apoiem as metas de saúde e bem-estar do consumidor, como fitness, controle de peso e envelhecimento saudável. ”

Mais de um terço (35,4%) dos lançamentos de novos produtos de proteína de soro de leite em 2020 foram fora da Europa e da América do Norte, com um em cada cinco (21,2%) lançamentos na Ásia. Os cinco principais mercados — Estados Unidos, China, Alemanha, Reino Unido e Brasil— responderam por 40% das introduções monitoradas para 2020.

Em termos de país por país, os Estados Unidos foram responsáveis por 16% dos lançamentos de alimentos e bebidas de proteína de soro de leite em 2020, seguidos pela China (8,2%), Alemanha (6,5%), Reino Unido (5,6%) e Brasil (3,8%) .

Em relação à categoria,  a Nutrição Esportiva liderou com 36,9% de participação no total de introduções de produtos de proteína de soro de leite no ano passado, seguido por Bebês e Crianças (27,4%), Laticínios (6,4%), Cereais (6,1%) e Panificação (5,8%).

As principais categorias adicionais incluíam sobremesas e sorvetes (4,3%), lanches (2,4%), confeitaria (2,2%), refeições prontas e acompanhamentos (2,2%) e refrigerantes (1,9%), refletindo o aumento da força de desempenho tanto tradicional quanto nas novas aplicações de uso final.

“Os ingredientes de soro de leite e proteína do leite dos EUA cumprem as metas do formulador de aumentar o teor de proteína nas ofertas de produtos de saúde e bem-estar, ao mesmo tempo que fornecem o sabor, a nutrição, a funcionalidade e os rótulos limpos certos de maneiras onde as proteínas mais novas podem ter dificuldades”, disse Saitama.

“ Com um longo legado de gestão ambiental e metas ambientais ambiciosas para se tornar neutro em carbono até 2050, os fabricantes globais podem contar com a comunidade de laticínios dos EUA para ingredientes sustentáveis e soluções inovadoras que são saudáveis para o corpo e o planeta.”

As informações são do Dairy Industries International, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

Matheus Basso
Publicado por Matheus Basso

Estagiário de Jornalismo

Enviando