Lavouras de trigo devem se beneficiar com o clima nos próximos dias

A primeira semana de junho é marcada por chuvas mais regulares nas regiões centrais do Brasil. Devido ao período neutralidade (nenhum fenômeno atuando), as chuvas devem ser mais frequentes. “Teremos chuvas mais concentradas e regulares no sul do Brasil, do que na região central e norte do país, o que é normal para essa época do ano”, informa o agrometereologista da Rural Clima, Marco Antônio dos Santos.

Para as lavouras de inverno, como o trigo, a condição é ótima, enquanto para as lavouras de cana-de-açúcar, café e laranja a condição é relativamente boa, pois tem chuvas a cada 20 dias, mais ou menos, nas regiões produtoras. “Com relação a frio, falou-se muito de uma massa de ar polar, mas ela perdeu forças e não há previsões de que venham ocorrer frio intenso sobre as áreas produtoras de milho na semana que vem. Ainda assim a temperatura cai e ocorrem novas ondas de frio, mas não ao ponto de ternos geadas, pelo menos por enquanto, nos próximos dias em nenhuma região do país”, explica.

As temperaturas devem ficar mais amenas e o frio mais recorrente esse ano. “O que será de suma importância para as folhas de trigo e também boas condições aí para algumas lavouras de inverno, o problema todo será para o algodão que é amplitude térmica não ajuda muito”, frisa Santos.

Santos alerta que os reservatórios de água ainda estão muito baixo. “Mesmo com as chuvas sendo previstas para São Paulo e Sul do Brasil, ainda as condições são drásticas nos reservatórios”, e ainda “vamos ouvir falar muito de racionamento no centro-sul do Brasil, porque já fazem mais de dois anos que aas chuvas estão abaixo da média e isso está desfavorecendo a manutenção e elevação dos níveis dos reservatórios em todo o centro-sul do Brasil”, finaliza o especialista.

 

Texto: Larissa Schäfer.

Larissa Schäfer
Publicado por Larissa Schäfer

Formada em Jornalismo pela Universidade de Passo Fundo (UPF).

Enviando