Relação de troca pressiona avicultor de postura em abril

O mercado de ovos teve preços firmes na primeira quinzena de abril, uma boa demanda associada a uma maior capitalização, porém na segunda quinzena os preços tiveram uma ligeira queda. “Era esperado que o consumo pudesse manter os preços firmes pois, geralmente o poder de compra é menor nesse período, entretanto a opção acabou não sendo pelo consumo de ovos, e os preços tiveram uma ligeira queda”, explica o zootecnista e analista de mercado da Scot Consultoria, Felipe Fabbri.

Hoje (3), a caixa com 30 dúzias de ovos  está custando R$ 111,00 no atacado, com variações positivas na primeira quinzena de abril. Enquanto na granja o mesmo produto está custando R$ 106,50.

Relação de troca

O poder de compra do avicultor frente ao milho, teve queda em 2021 na comparação com o ano anterior, segundo dados da Scot Consultoria. Neste ano, a saca de milho está custando R$ 106, enquanto a caixa com 30 dúzias é vendida a 106,50, neste comparativo em 2020 a saca de milho custava aproximadamente R$ 61, enquanto a caixa de ovos era vendida a R$ 109,50. "Para cada caixa com 30 dúzias de ovos vendida, comprava-se 1,78 sacas de milho. Cabe destacar que esse preço, no ano passado, estava com um ganho muito forte e que a pandemia ainda não estava afetando tanto, sendo uma situação a parte do que vivemos hoje", frisa Fabbri.

"A preocupação pro avicultor fica com os custos de produção, apesar desse preço de R$ 106,50 no comparativo anual, ainda ser superior ao mesmo período de 2020, nós temos um cenário de custos pressionando o avicultor de postura”, finaliza.

Larissa Schäfer
Publicado por Larissa Schäfer

Formada em Jornalismo pela Universidade de Passo Fundo (UPF).

Enviando