Mandioca: estiagem diminui ritmo de colheita; demanda está firme

O clima seco no Centro-Sul do Brasil tem dificultado os trabalhos no campo, levando muitos produtores a interromper a colheita de mandioca. Além disso, parte dos mandiocultores consultados pelo Cepea indica que deve voltar a comercializar somente no segundo semestre.

Do lado da demanda, a procura industrial por matéria-prima tem aumentado, inclusive entre empresas de regiões diferentes. No geral, há dificuldades no abastecimento de fecularias e farinheiras. Nesse cenário, os preços da mandioca continuaram em alta entre os dias 26 e 30 de abril. A média semanal a prazo para a tonelada posta fecularia avançou 1,6% frente à do período anterior, a R$ 454,80/t (R$ 0,7910 por grama de amido). A média nominal de abril, por sua vez, subiu 6,4% em relação à de março.

Fonte: www.cepea.esalq.usp.br

 

Larissa Schäfer
Publicado por Larissa Schäfer

Formada em Jornalismo pela Universidade de Passo Fundo (UPF).

Enviando