Atenção com o frio: sintomas de gripe e de Covid se confundem

Os últimos dias de abril serão com uma situação especial nas condições do tempo sobre o Brasil. Uma grande frente fria avança pelo país e terá influência no Sul, no Sudeste, Centro-Oeste e até em áreas do Norte do país. Essa frente fria traz uma massa de ar frio de origem polar que terá maior penetração pelo interior do país. Isso significa que o ar frio deve chegar em estados como o Mato Grosso do Sul, em algumas áreas de Mato Grosso e, embora de forma fraca, o vento frio deve alcançar até parte dos estados de Rondônia e Acre.           

Será a primeira vez este ano que o ar frio se espalhará de forma mais abrangente sobre o Brasil. Será a massa de ar frio mais forte de 2021, até agora, mas muitas outras ainda virão até o final do outono/inverno.

Atenção para a brusca queda da temperatura 

Porém, a entrada de um ar frio agora é traz uma preocupação a mais. É nessas viradas do tempo, quando ocorrem bruscas quedas de temperatura, que muitas pessoas ficam gripadas ou resfriadas. Neste momento não temos só os vírus das gripes espalhados pelo ar, mas também o vírus da covid-19. Para complicar um pouco mais, os dias sem chuva vão ficando cada vez mais frequentes sobre grande parte do Brasil, o que deixa o ar cada vez mais seco. O ar seco e mais poluído é um dos vilões do outono/inverno para a saúde, pois está associado ao aumento de episódios de alergias e de crises de problemas respiratórios crônicos.

Essa essa é a primeira onda de frio que chega com um pouco mais de força ao Brasil e justamente em um período maior flexibilização das medidas de prevenção contra covid. Mais gente na rua, mais pessoas se encontrando, comércio aberto por mais tempo, muitas pessoas que ainda andam sem máscaras. Além disso, a vacina contra a covid-19 está lenta e a vacina contra gripe está no começo.

Gripe ou covid: como saber?

O que eu faço se eu ficar gripado? Como saber se eu estou apenas com uma gripe ou é a covid-19? Para onde eu vou se me sentir mal? Posso tomar algum remédio? Alguma providência será necessária em casa, se eu ficar gripado?

Para ajudar a responder estas dúvidas, a Climatempo conversou com o doutor João Marcos Salge.  Ele é pneumologista do HCor. Confira a entrevista!

Fonte: ClimaTempo

Larissa Schäfer
Publicado por Larissa Schäfer

Formada em Jornalismo pela Universidade de Passo Fundo (UPF).

Enviando