Temperaturas devem ficar abaixo de 10ºC na última semana de abril

Com o avanço das semanas não há mais previsão de chuvas, o tempo abre e uma massa de ar polar entra e baixa as temperaturas no na metade Sul do país

Nessa semana há previsão de algumas chuvas irregulares, pois os corredores de umidade ainda ficam voltados sobre grande parte da região norte do Brasil. “Há uma frente fria passando pelo Paraguai entre a sexta (23) e sábado (24), muito semelhante ao que aconteceu no final de semana passado, mas quando ela entra no Brasil ela pede forças e não provoca muitas chuvas nesse final de semana”, informa o agrometereologista da Rural Clima, Marco Antônio dos Santos.

“Então a chuvas que estão sendo previstas são bem irregulares e daqui para frente a gente observa pouquíssimas chuvas. Então chove no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia, Goiás e o Matopiba, só que de forma muito irregular. Os volumes previstos são de menos de 10 mm, e o que me preocupa é que essa chuva passa muito rápido pelo Paraná”, complementa o especialista

Segundo Santos, veremos as chuvas migrando para uma decadência a partir de agora, o que é normal para essa época do ano. “A única diferença que eu vejo, que é um sinal positivo, é que no modelo americano na virada do mês de maio para junho, há uma possibilidade que entre uma frente fria e provoque algumas chuvas de forma muito irregular”, ressalta.

Frio

Após a passagem dessa frente fria, uma massa de ar polar de forte intensidade avança pelo Brasil, fazendo com que as temperaturas fiquem extremamente baixas, porém Santos alerta que, por enquanto, ainda não há previsão de geadas, mas as temperaturas devem ficar abaixo de 10ºC já na semana que vem. “Há previsão de frio na madrugada do dia 25, 26 e no dia 27 já começa a trazer temperaturas próximos aos 5ºC na serra catarinense”, salienta o agrometereologista.

Essa massa de ar polar deve cobrir toda a metade Sul do país ao longo da próxima semana. “Vai fazer bastante frio em Cuiabá, no dia 28 a massa de ar polar chega em Rondônia, trazendo frio até o Acre, e já no dia 29 atinge Brasília. Então na semana que vem, as temperaturas ficarão muito baixas, sendo uma semana extremamente gelada no Brasil”, frisa Santos.

Lavouras

O clima não tem ajudado muito os produtores de milho safrinha no Brasil. Nos últimos três dias houveram chuvas relativamente boas no sul e leste do Paraná, porém não tão boas na faixa oeste e norte paranaense. “As condições para o desenvolvimento das lavouras de cana-de-açúcar, café e citrus até que estão um pouquinho melhores, comparado com as condições do milho e até mesmo para feijão. O feijão no Paraná está sofrendo bastante também, porém de certa forma ainda está melhor do que o milho no Estado, explica Santos.

Larissa Schäfer
Publicado por Larissa Schäfer

Formada em Jornalismo pela Universidade de Passo Fundo (UPF).

Enviando