Prognóstico de chuvas e temperaturas para os próximos três meses

As tendências de chuvas e temperaturas para os meses de abril, maio e junho em todo o país foram divulgadas pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) na 16ª edição do Boletim Agroclimatológico Mensal - Abril de 2021. O estudo também apresenta a análise das condições climáticas observadas no Brasil no mês de março e as condições oceânicas observadas e suas tendências. 

Na região Norte, as chuvas deverão ocorrer acima ou próximas à média climatológica. A temperatura do ar próxima à superfície deverá prevalecer acima da média em grande parte da região. Em abril, a previsão do balanço hídrico no solo para indica predomínio de excedentes hídricos em grande parte da região. Em maio e junho, os valores mais significativos de excedentes hídricos estão previstos para a parte norte da Região Norte, enquanto nos estados de Rondônia e Tocantins, sul do Pará e do Amazonas são previstos déficits hídricos. 

No Nordeste, a previsão indica chuvas acima da média sobre a parte norte desde o Maranhão até o Rio Grande do Norte, principalmente em abril. Nas demais áreas, a previsão é de irregularidade das chuvas. As temperaturas do ar devem predominar próximas e acima da climatologia, principalmente na região do Matopiba (região entre os estados de Maranhão, Tocantins Piauí e Bahia). Em abril, a previsão do balanço hídrico no solo indica predomínio de excedente hídrico sobre o norte do Maranhão, Piauí e Ceará, enquanto sobre o norte da Bahia, oeste de Pernambuco, de Sergipe, de Alagoas e sudeste do Piauí, as condições são favoráveis a ocorrência de déficits de água no solo. 

A previsão do Inmet para a Região Centro-Oeste indica que as chuvas deverão ocorrer próximas e ligeiramente abaixo da média sobre a maior parte da região, com início do período seco a partir de maio. As temperaturas deverão predominar em valores próximos e acima da média durante o trimestre. O balanço hídrico indica áreas com baixos valores de excedente hídrico sobre o norte e oeste de Mato Grosso, norte de Goiás e Distrito Federal para o mês de abril. Nos meses de maio e junho, a previsão é de deficiência hídrica em grande parte da Região Centro-Oeste. 

No Sudeste, a previsão é de predomínio de acumulados de chuvas abaixo da média em grande parte da Região. A temperatura do ar deverá prevalecer próxima e acima da média em grande parte da região. Para os meses de abril a junho, haverá o predomínio de excedente de água no solo somente sobre o sudeste de São Paulo, nas demais áreas são previstos déficits hídricos, principalmente no norte de Minas Gerais. 

Para a Região Sul, o trimestre deve ficar com chuvas abaixo da média climatológica em praticamente toda a região, exceto no sudeste do Rio Grande do Sul, onde há probabilidade de ocorrência de chuvas próximas e acima da climatologia. A temperatura do ar deverá prevalecer acima da média sobre o meio norte do Rio Grande do Sul, parte central e oeste do Paraná, além do oeste de Santa Catarina. Nos meses de maio e junho, a previsão indica o predomínio de excedente hídrico para o solo em praticamente toda Região Sul. 

Larissa Schäfer
Publicado por Larissa Schäfer

Formada em Jornalismo pela Universidade de Passo Fundo (UPF).

Enviando