Nada de ciclone atípico à vista

As novas as atualizações das simulações dos modelos meteorológicos para a previsão da pressão atmosférica e dos ventos analisadas nesta quarta-feira, 31 de março, não indicam mais nenhum movimento atípico de baixas pressões atmosféricas na costa brasileira.  Nada de ciclone atípico à vista e nem a possibilidade de comparação com o movimento de um furacão.

Qual a situação atual?

O que temos de real, que está sendo observado atualmente nesta quarta-feira, 31 de março, é uma área de baixa pressão atmosférica com centro mínimo de pressão em 1002 hPa, conforme análise da Marinha do Brasil. Esta área de baixa pressão atmosférica é de um ciclone extratropical que está associado com uma frente fria que avança do litoral do Rio De Janeiro para o Espírito Santo. 

Carta meteorológica da Marinha do Brasil de 31/3/2021, às 12 GMT ( 9 horas em Brasília)

Qual a previsão?

A previsão é de que esta área de baixa pressão atmosférica, que pode ser considerada moderada a forte pelo seu valor mínimo de pressão atmosférica, avance sobre o mar nesta quinta-feira, 1 de abril, em direção ao litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro. No dia 2 de abril, sexta-feira, ainda na altura de São Paulo e do Rio de Janeiro, este sistema se desloca para alto-mar, no sentido sudeste, como se observa normalmente neste tipo de sistema  meteorológico. O deslocamento comum, normal, dos ciclones extratropicais na costa brasileira é de se afastar neste sentido sudeste/sul.

Grande alta pressão atmosférica

Sai baixa e entre no lugar um grande sistema de alta pressão atmosférica. Esta é anova projeção para os próximos dias.

Aos poucos, um grande e forte sistema de alta pressão atmosférica vai dominar a circulação dos ventos na costa do Sul e do Sudeste do Brasil no decorrer do primeiro fim de semana de abril. O máximo de pressão atmosférica estimado pelos modelos atmosféricos é de 1033 hPa que, para os padrões do início de abril é um valor elevado.

Ventos moderados a fortes de leste e sudeste vão soprar sobre a costa do Sul e do Sudeste neste início de abril, a partir do dia 3, por causa desta grande e forte alta pressão atmosférica sobre o mar.

Simulações de médio prazo

A simulação a médio prazo dos dois modelos meteorológicos GFS e ECMWF, até 9 de abril de 2021, concordam que a área de baixa pressão atmosférica que atua entre o litoral de Santa Catarina e do Rio de Janeiro nestes próximos 3 dias vai perdendo força e se afastando para alto mar. 

Os dois modelos também concordam no predomínio de uma grande alta pressão atmosférica a partir do dia 3 de abril.

Imagem: estimativa da pressão atmosférica do modelo GFS para 3/4/2021/ Windy.com

Imagem: estimativa da pressão atmosférica do modelo ECMWF para 3/4/2021/ Windy.com

Fonte: ClimaTempo

Larissa Schäfer
Publicado por Larissa Schäfer

Formada em Jornalismo pela Universidade de Passo Fundo (UPF).

Enviando