Mulheres ocupam quase 1/3 dos cargos de liderança da BASF na América do Sul

No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, a BASF, empresa química alemã, que está completando 110 anos de presença no Brasil, reforça seu compromisso com a equidade de gênero no mundo corporativo e na sociedade. Hoje a empresa possui, aproximadamente, 1/3 dos cargos de liderança ocupados por mulheres na América do Sul, o que reforça seu compromisso em ter times diversos, que operam em um ambiente inclusivo, com uma cultura de respeito e interações de maior valor, gerando inovação e soluções diferenciadas.
 
A BASF segue com sua estratégia de investimento que busca garantir representatividade e equidade, impactando toda a cadeia de valor. "Colocamos em prática diversas iniciativas de equidade de gênero e hoje já podemos observar alguns ganhos, como por exemplo, o aumento da participação de mulheres na liderança. Atualmente, 31,3% dos nossos cargos de liderança na América do Sul são ocupados por mulheres. Com isso, superamos a meta global da companhia de atingir 30% até 2030". Apesar de celebrarmos essa conquista, sabemos que ainda há muito o que fazer. Em um mundo em que as mulheres são metade da população, não podemos nos conformar com menos de 50% de representatividade em nossas empresas e lideranças , comenta Karina Chaves, gerente de Diversidade e Inclusão da BASF América do Sul.
 
Práticas de Diversidade e Inclusão
A BASF atua com grupos de afinidade formados por colaboradores voluntários, engajados em discutir e implementar políticas que valorizem a diversidade e igualdade. Entre os grupos está o Women in BASF (WIB), focado na equidade de gênero e que se baseia em três pilares: desenvolvimento de carreira, liderança e promoção e retenção de mulheres. A companhia tem desenvolvido por meio do WIB ações de incentivo ao autocuidado, equilíbrio entre vida profissional e pessoal e empoderamento.
 
Formado em 2016, o WIB tem atuação na companhia em todo o mundo e, na América do Sul, tem como objetivo contribuir para que as mulheres sejam representadas proporcionalmente e tenha as mesmas oportunidades de desenvolvimento na empresa, considerando suas características e singularidades.
 
No final do ano passado, a BASF realizou sua primeira semana da Diversidade & Inclusão na América do Sul, que contou com a participação de mais de 5.000 pessoas em mais de 15 lives - algumas abertas ao público -, e lançou um vídeo institucional e uma cartilha sobre o tema.
 
Para que essas ações tenham sucesso, Karina Chaves lembra que o comprometimento da alta liderança é fundamental. "O tom e o exemplo para a valorização das pessoas precisam do patrocínio dos principais executivos da empresa para permear verdadeiramente na organização. Na BASF, nosso Comitê Executivo para a América do Sul, formado pelos 10 principais executivos da região, é responsável pelo direcionamento estratégico e ações que contribuem para manter viva a cultura de diversidade e inclusão", comenta Karina Chaves,
 
Eliminando barreiras
Além de trabalharmos para ampliar as oportunidades para a liderança feminina, criando possibilidades em cargos de mais responsabilidade, com metas claras de contratação e promoção de mulheres, acreditamos que é fundamental tirar todas as barreiras que possam impedir que as mulheres almejem assumir posições de liderança. Para isso, a empresa oferece algumas ações para contribuir com o empoderamento feminino. Uma delas é uma mentoria exclusiva para as suas colaboradoras que será lançada durante a Semana Mulher, de 8 a 12 de março, criada para oferecer uma programação voltada às mulheres da companhia, com conteúdo online para desenvolvimento e reflexão de temas como a Síndrome da Impostora e Sororidade.
 
"Queremos contribuir para derrubar as barreiras que possam estar impedindo a evolução das nossas líderes. Quando a mulher encontra um ambiente com mais sororidade e recursos que apoiem sua trajetória, ela pode almejar mais, ela tem mais chances e mais confiança para atingir suas metas profissionais", afirma Daniela Carrizo, Diretora de Tesouraria e Crédito e Cobrança da BASF para América do Sul e integrante do grupo WIB.
 
Pensando nessas questões, no dia 11 de março, às 16:00, a BASF realizará o Webinar "Vencendo a Síndrome da Impostora", com a influenciadora, apresentadora e empreendedora, Rafa Brites, autora do livro "Síndrome da Impostora".
 
Rafa Brites abordará como a insegurança e a baixa autoestima podem ser algumas das principais barreiras para o crescimento pessoal e profissional de uma mulher. As inscrições para o Webinar gratuito e aberto ao público podem ser feitas no site do onono, Centro de Experiências Científicas e Digitais no Brasil: https://onono.com.br/
 
Serviço
Webinar: Vencendo a Síndrome da Impostora, com Rafa Brites.
Data: 11 de março
Horário: 16:00
Link: https://onono.com.br/
Larissa Schäfer
Publicado por Larissa Schäfer

Formada em Jornalismo pela Universidade de Passo Fundo (UPF).

Enviando