Citros: apesar de ritmo intenso de colheita, preço da tahiti está elevado no mês

Mesmo com o pico de safra da lima ácida tahiti nas principais regiões citrícolas do estado de São Paulo, as cotações da fruta estão em patamares elevados, segundo dados do Hortifruti/Cepea. Isso ocorre porque, segundo pesquisadores, o volume de produção está reduzido frente a anos anteriores.

O clima quente e seco durante o desenvolvimento das floradas (no segundo semestre de 2020) comprometeu o pegamento dos frutos, limitando a oferta. Em fevereiro (até o dia 25), os preços da fruta registram média de R$ 30,73/cx de 27 kg, colhida, o maior valor nominal da série histórica do Cepea, iniciada em 1996, considerando-se apenas os meses de fevereiro.

Fonte: www.cepea.esalq.usp.br

Larissa Schäfer
Publicado por Larissa Schäfer

Formada em Jornalismo pela Universidade de Passo Fundo (UPF).

Enviando