Geral

Novo inseticida para lagartas de difícil controle do milho e da soja mostra desempenho altamente favorável ao produtor

15/02/2021
Novo inseticida para lagartas de difícil controle do milho e da soja mostra desempenho altamente favorável ao produtor

Produto de ação rápida e residual prolongado, da ítalo-japonesa Sipcam Nichino, cessa ataques das lagartas com maior potencial de dano econômico

Fonte: Sipcam Nichino Brasil/Foto: Divulgação

Novo inseticida para lagartas de difícil controle do milho e da soja mostra desempenho altamente favorável ao produtor

A companhia de origem ítalo-japonesa Sipcam Nichino Brasil celebra o desempenho de seu recém-lançado inseticida Takumi® nas lavouras de soja e milho. Em sua primeira safra comercial, observa a empresa, o novo produto, de ação rápida e efeito residual prolongado, recomendado para lagartas de difícil controle, confirma os resultados favoráveis e diferenciais tecnológicos avaliados nos experimentos da etapa de pré-lançamento.

Conforme a engenheira agrônoma Carulina Oliveira, gerente de produto da Sipcam Nichino, na fase anterior ao lançamento do inseticida, sobretudo entre 2018 e 2019, mais de 200 campos demonstrativos foram montados na fronteira agrícola nacional, com acompanhamento de várias consultorias de renome, como a Fundação MS e a Fundação MT.

De acordo com Carulina, em lavouras de milho, a ação de Takumi® na safra 2020-21 tem reduzido entre 75% e 100% a população da Spodoptera frugiperda, de dois dias a 14 dias depois da aplicação. Já na soja, acrescenta a agrônoma, o produto revela desempenho idêntico no controle da Spodoptera eridania, com eficácia na faixa de 73% a 100%, considerando o mesmo período após aplicado.

Além das espécies Spodoptera frugiperda e Spodoptera eridania, a agrônoma da Sipcam Nichino destaca que o novo Takumi® vem comprovando ao produtor de soja e milho ser “altamente eficaz” no manejo de lagarta-das-maçãs (Heliotis virescens), lagarta-militar (Spodoptera sp), Helicoverpa armigera e falsa-medideira (Chrysodeixis includens).

Para Carulina Oliveira, os dados parciais de desempenho de Takumi® da safra 2020-21 devem ser atribuídos, principalmente, à tecnologia de ponta que caracteriza a molécula Flubendiamida 222, desenvolvida pela Nichino no Japão, que constitui a base da formulação do produto. Ela enfatiza também que o inseticida Takumi® cessa rapidamente a alimentação e ocasiona a morte de lagartas.

Ainda segundo Carulina Oliveira, o inseticida Takumi® age por contato ou por ingestão e apresenta seletividade aos inimigos naturais das pragas-alvo, favorecendo a adoção do manejo integrado de pragas ou MIP. Outro diferencial do inseticida, destaca ela, está na formulação suspensão concentrada (SC), considerada inovadora no segmento de mercado de Takumi®.

 

Fonte: Sipcam Nichino Brasil

Publicado por Caroline Ronsoni

Estagiária de Jornalismo

Enviando