Economia

Programa de crédito rural do BNDES atinge R$ 1,7 bi em financiamentos

03/02/2021
Programa de crédito rural do BNDES atinge R$ 1,7 bi em financiamentos

Do total, R$ 1,5 bilhão foram liberados desde o início do Plano Safra 2020/2021, em julho de 2020. Linha foi criada em março do ano passado

Fonte: Globo Rural/Foto: Divulgação

Programa de crédito rural do BNDES atinge R$ 1,7 bi em financiamentos

O Programa BNDES Crédito Rural atingiu no fim de janeiro R$ 1,7 bilhão em financiamentos desde sua criação, em março de 2020, como uma alternativa aos programas agropecuários do governo federal, que têm taxas equalizadas pelo Tesouro Nacional. Na vigência do atual Plano Safra (2020/2021), desde 1º de julho, foram financiados R$ 1,5 bilhão pela linha especial da instituição. Receberam empréstimos pelo programa 3.700 produtores rurais em mais de 5.200 operações.

Segundo o banco, o objetivo é garantir oferta de crédito durante todo o ano. O programa, que tem recursos exclusivos do BNDES, é destinado à compra de máquinas e equipamentos e a projetos de investimentos do setor agropecuário. Podem ser financiados 100% dos bens adquiridos. É um complemento a programas de crédito oficial, como o Moderfrota, que está suspenso atualmente “em razão do nível de comprometimento dos recursos disponíveis”.

Novo portal

Desde 17 de dezembro, as informações sobre todas as frentes de apoio ao setor agropecuário e os resultados gerados pelo BNDES estão disponíveis para consulta em um site, no portal do banco. É possível ter acesso a dados como volumes aprovados por porte de beneficiário, programa e agente financeiro, distribuição geográfica das operações, equipamentos financiados e a que categoria estratégica o apoio pertence (inovação, sustentabilidade ou irrigação).

Dos 59.634 beneficiários de todas as linhas de crédito operadas pelo BNDES, cerca de 37 mil ou 62,7% são produtores da agricultura familiar que contrataram linhas do Pronaf e 33.135 são os demais produtores. Entram na conta ainda 301 empresas do agro e 59 cooperativas. No total, o valor aprovado é de R$ 15,69 bilhões, sendo R$ 2,71 bilhões para a agricultura familiar e R$ 12,98 bilhões para a empresarial.

O estado com maior volume de financiamentos é o Paraná (R$ 3,32 bilhões), seguido por Rio Grande do Sul (R$ 2,55 bilhões) e Mato Grosso (2,48 bilhões). O painel mostra ainda que os principais programas em volume, desde julho de 2020, são o Moderfrota (com R$ 5,8 bilhões em aprovações), o Pronaf Investimento (R$ 2 bilhões) e o BNDES Crédito Rural (R$ 1,5 bilhão).

Na divisão por equipamentos, foram aprovados R$ 909 milhões para tratores e colheitadeiras na agricultura familiar e R$ 4,5 bilhões para essas máquinas na agricultura empresarial.

Fonte: Globo Rural 

Publicado por Caroline Ronsoni

Estagiária de Jornalismo

Enviando