Agronegócio

Final Nacional do Crioulaço tem participação de mais de mil exemplares

18/01/2021
Final Nacional do Crioulaço tem participação de mais de mil exemplares

Modalidade promovida pela ABCCC conheceu seus vencedores no último final de semana no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS)

Fonte: ABCCC

Final Nacional do Crioulaço tem participação de mais de mil exemplares

O que parecia impossível para um período tão atípico tornou-se realidade durante os dias 14 e 17 de janeiro de 2021, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS). Com 100% das vagas preenchidas e R$ 78 mil em premiação, o Crioulaço mostrou mais uma vez porque é a maior modalidade esportiva dentro da raça Crioula. Neste domingo, 17 de janeiro, os pódios foram formados para premiar as duplas das Forças A, B e C - ao todo, foram 511 nas três forças.

Segundo o coordenador da subcomissão de Crioulaço da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), Marcelo Corrêa, o grande segredo foi poder juntar a entidade ao pessoal do laço. "Hoje eu agradeço muito a esse povo aqui do laço. A gente fez, faz e está aprendendo. O segredo todo é a casa, a nossa ABCCC, estar junto, respeitando o povo do laço e o povo do laço respeitando a ABCCC”, valorizou o dirigente, que foi homenageado pelos demais membros da subcomissão.

Com transmissão pelos canais oficiais da ABCCC, o domingo decisivo iniciou com as 74 duplas da Força A. Após quase quatro horas de prova, o lugar mais alto do pódio e a premiação, ao todo de R$ 16 mil, foram divididos por duas duplas. Willian Ferreira Dias montando Santa Júlia Hecho a Mano e Samir Poltronieri Goulart montando FPL Coronel, e Josué Rodrigues de Souza montando Felicidad da Pavei e Renan Costa Simão montando Fortunata da Pavei.

O laçador Renan Simão, que já havia faturado o primeiro lugar no Potro de Ouro, explicou os motivos pelos quais as duplas decidiram dividir o prêmio. “Foi uma disputa muito acirrada num gado mocho muito bom, a cancha tava muito pesada devido à chuva, e a gente decidiu parar em duas duplas. Como somos todos amigos, dividimos a premiação e resolvemos parar”, contou. O campeão ainda fez questão de elogiar a qualidade do evento.

Os laçadores continuaram a passar pela boca do brete durante todo o domingo. Com 191 duplas, a Força B iniciou após a abertura oficial. A Força C, por sua vez, movimentou 174 duplas e encerrou a edição 2021 do Crioulaço. Confira os resultados completos no site da ABCCC em www.abccc.com.br.

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando