Inaugurado Centro de Excelência para Lácteos dos EUA em Singapura

O U.S. Dairy Export Council (USDEC) revelou hoje o início de um novo capítulo ea sua presença no Sudeste Asiático com um evento virtual oficialmente lançando o novo U.S. Center for Dairy Excellence (U.S. CDE).

Como o primeiro investimento físico no exterior do USDEC, o US CDE em Singapura é financiado por produtores e processadores de laticínios dos EUA e idealizado como um portal de colaboração entre a comunidade de laticínios dos EUA e as partes interessadas em alimentos e bebidas do Sudeste Asiático, setor culinário, profissionais de saúde e outros parceiros.

O CDE dos EUA se concentrará em inspirar soluções e inovações em nutrição utilizando ingredientes lácteos e queijos dos EUA, adaptadas à região para atender às necessidades do consumidor em constante evolução. Os investimentos no centro também visam abrir o caminho para o futuro da alimentação, apostando na sustentabilidade, implantando tecnologias, fortalecendo a colaboração e aplicando as últimas pesquisas de consumo.

O presidente e CEO do USDEC, Tom Vilsack, disse: “O US Center for Dairy Excellence cria um centro de educação e um ponto de encontro onde os relacionamentos podem ser desenvolvidos e fortalecidos, onde podemos compartilhar inteligência de mercado e percepções, gerar ideias, conduzir pesquisas e compartilhar a história notável da produção sustentável de laticínios dos EUA.”

“Isso representa um compromisso de longo prazo da indústria de laticínios dos EUA com a região e as exportações, e o reconhecimento da importância do Sudeste Asiático como um centro de inovação. Estamos entusiasmados com o lançamento do CDE dos EUA e ansiosos para que vocês o vejam.”

Vikki Nicholson-West, diretor executivo, USDEC Singapore Ltd, acrescentou: "O dinâmico e inovador setor de alimentos do Sudeste Asiático é um dos principais motivos pelos quais o selecionamos para o primeiro CDE dos EUA, junto com um profundo apreço pelos relacionamentos formados ao longo de duas décadas. Esperamos que o centro se torne um recurso valioso que permita aos clientes do Sudeste Asiático, consumidores e fornecedores de laticínios dos EUA prosperar juntos no futuro ecossistema alimentar. ”

Em 2019, a região foi o segundo maior destino de laticínios dos EUA em volume depois do México, com um valor de exportação de US$ 934 milhões. As exportações de lácteos dos EUA para a região cresceram US$ 250 milhões de 2017 a 2019 e estão no caminho certo para terminar o ano com valor recorde. O Sudeste Asiático está a bom ritmo em 2020 para ser o principal mercado para as exportações de lácteos dos EUA em volume.

Dalilah Ghazalay, diretora regional, USDEC Sudeste Asiático, disse: “Como parte fundamental de nossos programas, vamos nos concentrar na globalização inovando com ingredientes locais para melhor atender às preferências de sabor locais. Estamos ansiosos para a oportunidade de trabalhar e inovar junto com nossos clientes.”

Embora as diretrizes de distanciamento social permaneçam em vigor em Singapura, a programação virtual do CDE dos EUA começará em 18 de novembro com um seminário online sobre Envelhecimento ativo saudável com proteínas lácteas dos EUA apresentando especialistas em nutrição de Singapura e Japão.

A instalação de 500 metros quadrados em Robertson Quay de Singapura inclui uma cozinha de demonstração, laboratório de avaliação sensorial baseado no padrão ISO, salas de reunião e treinamento e recursos de transmissão de vídeo.

As informações são do Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando