Produtores alemães não conseguem cobrir seus custos de produção de leite

De acordo com o estudo de custo trimestral conduzido pelo Escritório Alemão de Economia Agrícola e Estudos Rurais (BAL), os custos de produção de leite – com os dados atuais de julho de 2020 – continuaram aumentando, enquanto o preço médio do leite no produtor caiu no mesmo período. Em comparação com janeiro de 2020, os custos de produção aumentaram em mais de um centavo para 46,95 centavos de Euro (55,46 centavos de dólar) por quilo em julho. O preço do leite caiu exatamente dois centavos (2,36 centavos de dólar) no mesmo período e foi de apenas 31,24 centavos de Euro (36,90 centavos de dólar) por quilo. Os resultados atuais mostram um déficit significativo de 33%.

Elmar Hannen, produtor de leite em Kleve, Alemanha, e membro do conselho da Associação Nacional de Produtores de Leite da Alemanha (BDM) e da European Milk Board (EMB), resume a situação no setor de leite alemão: “No primeiro ano após a estratégia setorial da Associação Alemã de Produtores Rurais (DBV), a associação da indústria de laticínios alemã MIV e a Federação Cooperativa Alemã DRV, nenhuma melhoria pode ser observada no mercado de leite. No mínimo, a posição dos produtores se deteriorou. Eles estão enfrentando um aumento nos custos devido às exigências mais altas e à seca. No entanto, estes custos adicionais não podem ser repassados e têm de ser suportados apenas pelos produtores. Isso amplia ainda mais o déficit existente. Sem instrumentos de crise não sairemos dessa situação e continuaremos perdendo fazendas”. 

De acordo com a associação alemã de produtores de leite BDM, há uma necessidade urgente de uma associação independente da indústria de produtores de leite.

As informações são do European Milk Board, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando