IBGE: produção total cresce 2,7% em 2019 e país bate novo recorde de produtividade

A Pesquisa Pecuária Municipal (PPM), divulgada nesta quinta-feira (15/10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou que a produção de leite brasileira em 2019 foi de 34,8 bilhões de litros, 2,7% maior que o ano anterior, como mostra o gráfico 1.

Gráfico 1. Evolução da produção brasileira de leite.


Fonte: Elaborado pelo MilkPoint Mercado em com base em dados do IBGE.

Entre as regiões brasileiras, a de maior produção de leite foi o Sudeste com volume de 11,9 bilhões de litros no ano – uma alta de 4,4% em relação à 2018 e equivalente a 34,3% da produção nacional. O Sul aparece na segunda posição com crescimento de 0,4% e um volume de 11,6 bilhões de litros no ano, equivalente a 33,4% do total da produção nacional. Por outro lado, a região que teve aumento mais expressivo na produção de leite em 2019 foi o Nordeste (8,4%), puxado principalmente pelos resultados do Rio Grande do Norte (16%) e Pernambuco (12%).

Gráfico 2. Participação na produção total nacional em 2019 – por Região.


Fonte: Elaborado pelo MilkPoint Mercado em com base em dados do IBGE.

Dentre os estados, Minas Gerais segue sendo o maior produtor de leite do país, com uma produção de 9,4 bilhões de litros (27% do total nacional) e apresentando uma alta de 6% no volume produzido. O Paraná e o Rio Grande do Sul são o segundo e terceiro estados com maior produção, respectivamente, com produção de 4,3 bilhões de litros e 4,2 bilhões de litros e variação de -1,1% e 0,7% sobre o volume produzido em 2018 respectivamente.

Gráfico 3. Participação na produção total nacional em 2019 – por estado.


Fonte: Elaborado pelo MilkPoint Mercado em com base em dados do IBGE.

Dentre os municípios de maior produção, Castro/PR segue na primeira posição do ranking, responsável por 0,8% da produção nacional, seguido por Patos de Minas/MG e Carambeí/PR, com 0,6% e 0,5% da produção do país, respectivamente.

Apesar do aumento de produção no ano de 2019, a tendência de redução do número de vacas ordenhadas ainda permaneceu, embora menos acentuada que nos anos anteriores. O último ano apresentou um efetivo de 16,2 milhões animais, decréscimo de 0,5% em relação a 2018, e menor valor desde 1979. Esse recuo no número de animais ordenhados, evidenciou a melhora na produtividade, que cresceu 3,3% em relação a 2018, atingindo 2.142 litros/vaca/ano – o maior valor apresentado na série histórica.

A pesquisa também apontou que a quantidade de leite adquirida pelos laticínios sob inspeção sanitária (25 bilhões de litros), correspondeu a 71,8% do total produzido no Brasil em 2019. 

Por fim, o valor médio nacional para o leite foi de R$ 1,24/litro, acréscimo de 6,7% em relação ao ano de 2018, resultando em um valor bruto de produção de R$ 43,1 bilhões, contra R$ 39,3 bilhões de 2018.

Fonte: MilkPoint

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando