Melão: exportações reduzem oferta doméstica, principalmente de graúdos

A colheita de melão se iniciou recentemente no Rio Grande do Norte/Ceará, dando início às exportações da fruta, que seguem firmes. Apesar do menor volume embarcado frente ao do ano passo – resultado dos impactos globais da pandemia de covid-19 –, as exportações têm ajudado a enxugar a oferta doméstica, principalmente a das frutas de maior calibre, que são preferidas no mercado internacional, segundo agentes consultados pelo Hortifrúti/Cepea. 

Assim, os preços internos subiram nos últimos dias. Entre 24 e 28 de agosto, o melão amarelo foi cotado a R$ 29,20/cx de 13 kg, em média, na praça nordestina, valorização de 3% frente à semana anterior. Por outro lado, os melões miúdos se desvalorizaram por ficarem retidos no mercado doméstico. De acordo com agentes, o clima no RN/CE segue bastante favorável à produção, com dias ensolarados e pouca ocorrência de chuvas.

Fonte: Cepea

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando