RS: recuperação dos índices de produção com melhora das condições climáticas

Durante a semana, as condições climáticas permitiram o uso das pastagens cultivadas com melhor qualidade e sem maiores limitações, refletindo em recuperação nos índices de produção de leite. O rebanho apresenta recuperação do escore corporal e ganho de peso em virtude da maior oferta de volumoso, oriundo de pastagens de aveia, azevém, trigo, trevo, cornichão, entre outros. A maior oferta de volumoso exige atenção do produtor e ajustes nos níveis proteicos dos alimentos concentrados, pois a elevada qualidade nutricional das pastagens de inverno reduz a necessidade de suplementação volumosa e proteica nos rebanhos que consomem grande quantidade de forragem no pasto.

A produção de leite continua melhorando, agora sem as limitações impostas pelo excesso de umidade no solo e pelas temperaturas baixas que afetavam o desempenho das pastagens e causavam estresse nas matrizes. A qualidade do leite melhorou com a diminuição das chuvas na semana.

O estado nutricional do rebanho permanece satisfatório na maioria das regiões, observando-se recuperação na condição corporal das fêmeas jovens – categoria mais prejudicada durante os meses de estiagem.

Em geral, o gado está com boa sanidade, pois, com as geadas já registradas, diminuiu bastante a incidência do carrapato e da mosca.

É bom o desenvolvimento de lavouras de cereais de inverno para ensilagem, sobretudo trigo, implantadas a fim de aumentar a disponibilidade de massa para os rebanhos.

Nos municípios onde a temperatura é mais alta, bovinocultores começam o preparo para implantar as lavouras de silagem de milho, com aquisição dos insumos, retirada do gado e dessecações das lavouras.

As informações são da EMATER/RS.

Fonte: MilkPoint

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando