Entenda o impacto da gestão visual na indústria

Por Luciano Rodrigues Costa* 

A utilização deve ser imprescindível e de fácil de interpretação principalmente neste momento em que procuramos cada vez mais simplificar o ambiente para operadores e equipes

Entregar as informações no ambiente de trabalho dos colaboradores, torná-las visíveis, intuitivas e facilmente compreensíveis em dashboards amigáveis, painéis para que as metas permaneçam claramente visíveis e aumentem as chances de alcançá-las é o objetivo geral da gestão visual na indústria 4.0. No momento em que procuramos cada vez mais simplificar o ambiente para operadores e equipes, o uso de recursos visuais fáceis de interpretar é particularmente útil.

A gestão visual é uma ferramenta absolutamente essencial na implantação da metodologia Lean e pode ser vista como o elo entre os dados e as pessoas. A gestão visual expõe informações sucintas e precisas em um local de trabalho a qualquer momento para aqueles que precisam dos dados. Como uma abordagem de gerenciamento enxuto, o objetivo é otimizar as tarefas dos colaboradores, bem como dos gestores, eliminar desperdícios e ajudar a tomar as decisões corretas no momento certo.

A gestão visual está baseada na comunicação e usa dashboards intuitivos para comunicar informações importantes sobre um local de trabalho, entregando toda e qualquer informação possível, mas, principalmente, avaliações sobre metas, desempenho, padrões e avisos.

O essencial é que, ao entregar essas informações visualmente, elas sejam imediata e facilmente entendidas com apenas um "passar de olhos". Isso significa que, independentemente de estar ou não familiarizado com o local de trabalho, o colaborador deve poder ver instantaneamente o estado atual das tarefas ou acompanhar o desempenho da equipe.

Informação rápida nas mãos

Em vez de longos textos explicativos ou reuniões intermináveis, indicadores quantitativos e qualitativos são entregues no próprio local de trabalho das equipes de produção, permitindo que eles vejam rápida e claramente os objetivos a serem alcançados e os resultados obtidos. Na prática esses indicadores são apresentados em dashboards na forma de dados em uma tabela: informações numéricas, gráficos, curvas etc. Esses indicadores devem ser fáceis de entender e interpretar para que os funcionários possam reagir de maneira rápida e eficaz.

Constantemente atualizados, os elementos exibidos como parte da gestão visual também podem revelar anomalias a serem tratadas (atrasos, taxas de desperdício etc.) e contribuições positivas (melhoria contínua, problemas resolvidos). Cabe ao gestor definir o conteúdo com maior probabilidade de contribuir para melhorar a atividade e que tenha um impacto direto na produtividade dos funcionários.

Produtividade e engajamento

A gestão visual visa contribuir para melhorar o desempenho da indústria, influenciando positivamente a produtividade, a organização de recursos humanos e de materiais, a disseminação de boas práticas e a satisfação do cliente.

A gestão visual também aumenta o engajamento do funcionário, incentivando abordagens participativas, desenvolvendo o espírito de equipe e fortalecendo-o. Ao apoiar o trabalho em grupo, a gestão visual na indústria capacita os operadores, incentivando-os a tomar suas próprias decisões com base nos objetivos e resultados estabelecidos.

E, para que não haja mais qualquer dúvida sobre o impacto da gestão visual, o nosso cérebro processa informações visuais 60.000 mil vezes mais rápido do que textos.


 *Product Manager da Atech

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando