Federarroz afirma que Plano Safra apresentou avanços em relação a anos anteriores

Entidade destaca queda de juros para o Pronamp e agricultura empresarial e aumento na subvenção do seguro rural

A Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) considerou positiva, em relação à expectativa do setor,  a queda na taxa de juros anunciada nesta quarta-feira, dia 17 de junho, durante o lançamento do Plano Safra 2020/2021. De acordo com o presidente da entidade, Alexandre Velho, houve um avanço na comparação aos planos anteriores. Ele destacou as taxas do Pronamp que tiveram uma redução de 6% para 5%,  e as da agricultura empresarial, que apresentaram uma queda ainda mais significativa, passando de 8% para 6%.

Velho também salientou o aumento no subsídio da subvenção do seguro agrícola, que ficou em R$ 1,3 bilhão, classificando a iniciativa como muito importante. "Certamente, o seguro agrícola é uma das maneiras mais eficazes de evitarmos a necessidade de renegociações, e também  com o aumento da subvenção, trazer uma proteção maior para o produtor que está no crédito oficial",afirmou.

Segundo o dirigente, o Plano Safra 2020/2021 é positivo levando em consideração o esforço do governo federal por meio de sua equipe econômica. "No atual momento de crise em que vivemos devido a uma pandemia e todas as demandas relacionadas a recursos financeiros, entendo que todo o empenho do governo se traduziu em mais avanços em relação aos planos passados", sinalizou Velho.

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando