"Tá no Mapa" traz informações sobre setor de produtos orgânicos no Brasil

Com o lançamento da XVI da Campanha Anual de Promoção do Produto Orgânico nesta segunda-feira (8), a série Tá no Mapa não poderia ficar de fora e traz um vídeo sobre a produção orgânica, setor que cresce cada vez mais no Brasil.

Para se ter uma ideia, o setor faturou R$ 4 bilhões em 2018, segundo o Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), que reúne cerca de 60 empresas. Até abril deste ano, eram mais de 21,8 mil registros no Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos.

Diante da pandemia do novo Coronavírus, a campanha deste ano, liderada pelo Mapa, tem o objetivo de apoiar a construção e divulgação das redes de produtores orgânicos, principalmente dos agricultores familiares, para que possam continuar vendendo e garantindo renda.

Além de apoiar o setor, o Mapa também tem o compromisso com a qualidade e segurança dos produtos orgânicos. Para um alimento orgânico poder ser vendido em supermercados, lojas, restaurantes, hotéis, indústrias e outros locais, precisa ser certificado pelos Organismos da Avaliação da Conformidade Orgânica (OAC), que são credenciados no Mapa. Os produtos orgânicos nacionais ou estrangeiros devem apresentar o selo do SisOrg nos rótulos, garantia de que foram produzidos seguindo os princípios da agroecologia, da sustentabilidade e que são seguros para consumos.  

Os agricultores familiares que fazem parte de organizações de controle social cadastradas no Ministério ou que vendem exclusivamente de forma direta aos consumidores são dispensados da certificação. Neste caso, podem comercializar em feiras ou para serviços do governo (merenda e Conab), e devem portar uma declaração de cadastro junto ao Ministério.

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando