Boi gordo: mercado devagar, quase parando

Foram poucos os compradores ativos na manhã da última segunda-feira (23/3). Dentre os que estavam comprando, o volume de negócios foi extremamente pequeno, principalmente para os compradores cujas ordens de compra não subiram, em relação à semana anterior. Em algumas regiões, os frigoríficos abriram as compras ofertando preços menores pelo boi. Houve negócios, porém, em volumes reduzidos. Com a demanda incerta, devido aos impactos do coronavírus no Brasil e no mundo, a baixa disponibilidade de boiadas tem sido o fator de sustentação da cotação da arroba. Ou seja, ao longo de março, a desvalorização somente não maior em função da oferta restrita.

Fonte: Scot Consultoria

Redação Destaque Rural
Publicado por Redação Destaque Rural

Portal Destaque Rural

Enviando